Você sabe o que são ‪Estrias‬?

Por definição é um processo degenerativo cutâneo, benigno, caracterizada por lesões atróficas ocorrendo em trajeto linear, onde variam de coloração de acordo com sua base evolutiva.

As fibras elásticas com lesões recentes, aparecem estriadas e nas lesões envelhecidas, fragmentam- se e concentram-se em locais isolados, e assim obtém uma ligeira depressão na textura da pele, denominada estria.

As estrias são um dos principais receios estéticos das mulheres quando engravidam. Mas estão longe de ser um problema exclusivo das grávidas!!!

ESTRIAS!!!

As #estrias são cicatrizes que aparecem quando há rupturas no colágeno, na
derme, sem que a epiderme se tenha rompido. Como são de difícil tratamento, a prevenção é a palavra-chave. No entanto, a estética pode fazer muito para melhorar o seu aspecto.

Saiba como ELIMINAR AS ESTRIAS!!!

Estrias!!!

Em mulheres é mais comum encontrar estrias nos flancos, coxas, glúteos, abdômen e nos seios. Acontece muito quando a mulher entra na puberdade, cresce muito rápido, ou ganha peso em um curto espaço de tempo. Na fase adulta, durante a gravidez podem aparecer estrias no abdômen e nos seios. Outra causa comum, hoje, é o aparecimento após a colocação de próteses de silicone, por causa da distensão dos tecidos de forma abrupta.

Já em homens é mais comum nos ombros, braços e costas. Os que se submetem a musculação excessiva ou abusam de anabolizantes são os mais propensos. Em homens o ganho de peso e o crescimento abrupto também são causas de estrias.

Você sabe o que são #Estrias?

Por definição é um processo degenerativo cutâneo, benigno, caracterizada por lesões atróficas ocorrendo em trajeto linear, onde variam de coloração de acordo com sua base evolutiva.

As fibras elásticas com lesões recentes, aparecem estriadas e nas lesões envelhecidas, fragmentam- se e concentram-se em locais isolados, e assim obtém uma ligeira depressão na textura da pele, denominada estria.

 Existem dois tipos de estrias: as estrias recentes e estrias antigas. Quando são recentes são de cor rósea ou púrpura, já as antigas ficam esbranquiçadas.

As estrias róseas ou arroxeadas são recentes, podem apresentar discreta coceira e são acompanhadas por um processo inflamatório local; já as brancas como são mais antigas, já ocorreu uma atrofia mais intensa das fibras colágenas e elásticas, e não há inflamação envolvida. Em pessoas de pele morena ou negra as estrias podem aparecer com uma coloração mais escura do que seu tom de pele.

As estrias normalmente se formam quando há estiramento da pele, que no geral é causado por um aumento do volume corpóreo. Esse aumento pode ocorrer por causa de gravidez, aumento de peso, colocação de prótese mamária, uso de anabolizantes, ou por fatores hormonais como o uso de estrógeno e hormônios adrenocorticais. O uso prolongado de tratamentos com corticoides também podem desencadear estrias no corpo. Fatores genéticos também podem estar envolvidos.

Como se Tratam?

Com a evolução da ciência e tecnologia hoje temos diversos equipamentos que ajudam a minimizar os danosos efeitos das estrias na vida de qualquer pessoa.

Pode-se recorrer a laser, que em uma fase inicial pode ajudar bastante. Porem corre o risco de aumentar o dano quando a pele está muito sensível e ainda em fase de estiramento.

Em casos onde as estrias já estão atróficas se indica mais parelhos invasivos como laser de CO2 fracionado, carboxiterapia, dermabrasão, galvanopuntura,

micropunturação, peelings, sempre com a ideia de estimular a derme, e em particular os fibroblastos, a retornar o seu metabolismo ativo e a produzir novos elementos estruturais da derme, como sejam as fibras de colageno, de elástica e todas as moléculas da substância fundamental dos tecidos conjuntivos (proteinoglicanos, glicosaminoglicanos).

Com o surgimento da Terapia Ortomolecular e o seu estudo celular de equilíbrio, o cenário das estrias mudou!

O equilíbrio através da pele de forma indolor proporcionado pelo Tratamento Ortomolecular para Estrias, o T.O.E., regenera a pele em até 100%, mesmo em estrias antigas.

Podendo ser utilizado em conjunto com massagens e com diversas outras associações com equipamentos para acelerar o processo.

Sendo os mais indicados para trabalhar em conjunto com o T.O.E. o alta freqüência, LED, radio freqüência, ionizador, vácuo, entre outros.

O T.O.E. pode ser utilizado em gestantes, lactantes, crianças, como prevenção e tratamento de estrias, como sendo o principal ou como sendo o coadjuvante.

Seu maior sucesso está na possibilidade de ser utilizado de forma indolor e podendo se expor ao sol.

Enquanto o T.O.E. regenera as fibras da pele que envolve as estrias, trata a flacidez que as acompanham, deixando um resultado de maior elasticidade, aderência e tonicidade da pele. Com um resultado visível após 1 sessão ou 1 semana de uso.

As Estrias estão entre as maiores queixas das pessoas com menos de 20 anos e grávidas. Portanto é fundamental olhar com atenção para este tema. Lembrar que peles diferentes requerem atenção diferente. Que os aparelhos indicados para tratar estrias podem danificar mais ainda algumas peles.

Lembrar que o Tratamento Ortomolecular para Estrias – T.O.E. pode ser usando sem impedir a exposição ao sol, sem queimar ou danificar a pele. Pois ele trabalha com a regeneração da pele de forma indolor.

O avanço da ciência sempre causa algum desconforto, pois imaginar que algo que não vá ferir possa causar um resultado tão positivo, é necessário pensar e agir “fora da caixinha” e entender que estamos no século XXI e o futuro chegou.

Abraços e que Deus lhe abençoe

Cristina Maria Carrasco

Mais informações e vendas: (11)982241446 (11)55740085/32949414
www.cremetoe.com.br

www.cremetoe.com.br